Mel na caveira

Mel na caveira

Um povo oprimido pelo inimigo. Que vivia no pecado. Subjugado por sua rebeldia, mas quando se humilhava diante do Eterno, o Senhor levantava um líder, um juiz, que desbaratava seus algozes.

Assim o povo de Deus vivia um período de paz até começar a fazer o que era mal. Como consequência, os inimigos atacavam Israel e povo sucumbia novamente. “Naquela época não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia certo” (Jz 21.25). Esse foi o cenário de uma história cíclica, durante aproximadamente 350 anos, sobre o povo eleito, cujo arrependimento ensejava a Graça divina, e o pecado os conduzia à escravidão.

Isto não é diferente nos dias de hoje!

Sansão nasceu de um milagre, sua mãe era estéril, num tempo de opressão. Consagrado desde o ventre a Deus como nazireu. Tornou-se um portento. Sua força colossal revelava a aliança divina. Jovem, agraciado, um verdadeiro gigante, homem imbatível. Invencível pelos inimigos, mas frágil em seus sentimentos.

Se apaixonou por uma jovem filistéia e a contra gosto de seu pai a tomou como esposa (Jz 14.2-3).

Noutra ocasião, Sansão caiu em luta com um leão, o qual rasgou como se abre um cabrito. Passados alguns dias foi olhar o cadáver da fera. Dentro da caveira tinha um enxame de abelhas. Sansão, devido ao voto ao Senhor de nazireu não podia tocar em cadáveres, beber, nem cortar o cabelo. Foi neste momento que ele deu o primeiro gatilho na quebra de sua consagração. Sansão pegou o favo de mel na caveira (Jz 14.8-9) e saiu comendo. Ele desejou a doçura em meio à podridão.

Muitos buscam prazer no pecado, anseiam satisfazer seus desejos naquilo que é impuro. Por isso, ficam subjugados pelas trevas, perdem a unção, a paz e a intimidade com Deus.

A banalização foi tão grande em saborear o mel, o pecado, no contexto explicado que “repartiu o mel com seus pais” (Jz 14.9). Assim, não se lambuzou sozinho. O pecado contamina os que estão em nossa volta.

O pecado nos leva a pecar mais, um abismo chama outro abismo. Outro gatilho contra o voto ao Senhor se deu na festa de casamento. Com vergonha de assumir sua identidade, Sansão fez ali um banquete porque assim costumava fazer os moços (Jz 14.10). Sansão preferiu ser influenciado a influenciar. Deixou seu brilho divino ser ofuscado pela realidade mundana.

Caminhou com passos largos rumo à ruína. O pequeno sol, significado de seu nome, em vez de brilhar mais e mais começou a se pôr antes do tempo.

Coabitou com a prostituta Dalila em Gaza (Jz 16.1) e por ela se apaixonou (Jz 16.4). A sensualidade e o vinho cegam o entendimento (Os 4.7). Assim, seduzido por Dalila, Sansão dispara mais uma vez contra seu próprio voto revelando o segredo da origem de sua força, seu cabelo é raspado enquanto dormia.

É exatamente isto que o diabo tenta fazer com os eleitos: quebrar nossos elos com o Senhor, como, por exemplo, nos afastando da Igreja.

Com a cabeça raspada, o Espírito Santo se retirou dele, foi dominado pelo inimigo, teve seus olhos furados e tornou-se motivo de zombaria num templo pagão.

Sansão foi um gigante na guerra física, mas foi vencido na peleja dos sentimentos. Banalizou sua aliança com Deus, brincou com o pecado e não ouviu seus pais. Perdeu sua força e visão. Chamado para ser o libertador de Israel, tornou-se escravo do pecado e de seus inimigos.

A vida de Sansão nos ensina que a graça divina nos fortalece, mas nossas escolhas equivocadas apodrecem aquilo que recebemos. Quantos jovens vivem flertando com o mundo, dando vazão aos seus sentimentos pecaminosos, procurando mel nas caveiras. Este caminho cheio de “aventuras” e emoções é vereda de morte, permeada pelos laços do diabo. O mundo promete alegria, mas produz tristeza; estimula a sexualidade, mas leva à dor do vazio e da frustração; seduz com riquezas e prazeres atraentes, mas que geram a morte do espírito.

Nas palavras do pr. Hernandes Dias Lopes: “O pecado levará você mais longe do que gostaria de ir; reterá você mais tempo do que gostaria de ficar e, custará a você um preço mais alto do que gostaria de pagar”.

7 Comentários

  1. Senhor, quantos votos fiz e nao cumpri. perdoe-me Senhor por isso. quantas escolhas erradas fiz em prol da carne ao inves do espirito. me deixei levar pelo caminho de espinhos do mundo pelos prazeres da carne ao inves de andar na luz do Senhor. me arrependo por ter sido ignorante, vaidoso e orgulhoso. fui irresponsavel com minha eternidade. guardei rancor e odio no meu coraçao. eu deveria ter sido diferente. eu deveria ter procurado a sabedoria e nao a estupidez. infelizmente nao posso valtar no tempo, mas posso ser diferente. Me faz diferente Senhor,. Me faz uma nova criatura. Me faz filho de Deus. ira de mim essa doença chamada vaidade e me faz ser racional. quero mudar de vida Senhor. quero viver a eternidade contigo. Jesus, nao deixa que minhas palavras sejam palavras ao vento. enclina teus ouvidos pra esse miseravel pecador. cria em mim um fe inabalavel. Muda minha vida

  2. Vigiar e orar , livrará o homem do laço do passarinheiro . A mensagem nos leva a termos uma batalha constante contra o inimigo . Que Deus abençõe a todos .

  3. que deus atraves dessa mensagen venha abrir os olhos de tantas pessoas q nao confessaram a jesus como salvador

  4. esta msm edificou minha caminhada para a salvaçao

  5. ainda bem que temos umm relatorio de homens e mulheres de DEUS
    que msmo com suas dificuldades e de grandes lutas, passa !!!

  6. Mensagem maravilhosa

Fazer um Comentário


+ 3 = 4

Frase do Dia: Jesus o Salvador do mundo! Entregue sua vida a Ele e verá a transformação em sua vida .